slide3.png

A Arte de bem viver

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Terça, 24 Março 2020 Escrito por SDEC

A Arte de bem viver

D. Manuel Pelino bispo emérito de Santarém

Várias pessoas têm manifestado o sonho de que este flagelo do Covid-19, para além do sofrimento e do medo que nos infunde, poderá contribuir para um processo de transformação do modelo de vida moderna, tecnicamente muito evoluído mas pobre em humanismo e destruidor de valores fundamentais. Em bastantes e interessantes comentários que circulam pelas redes socias, é afirmada a necessidade de criar um estilo de comportamento mais são, mais solidário, uma maior comunhão das pessoas e dos povos, uma maior atenção e respeito pela natureza e pela beleza do universo. Será uma utopia? Ou uma possibilidade real? Todos parecem concordar que o padrão de qualidade de vida que atualmente nos inspira precisa mesmo de mudar. No fundo todos precisamos de exercitar a arte de bem viver. Diferente da vida com abundância, com produtividade sempre maior, com bem-estar cada vez mais desenvolvido.

De facto, o sistema económico-financeiro e a cultura dominante têm conduzido à poluição preocupante da atmosfera, à exploração desenfreada dos recursos naturais, ao individualismo empobrecedor, à indiferença, à acumulação de riqueza por alguns e pobreza de muitos outros. Será qualidade de vida andar a correr de um para outro lado, solicitados pela publicidade de tantas ofertas, sem espaço para o encontro consigo mesmo, com a família, com os amigos, com o universo e com Deus? Será educação de qualidade preocupar-se predominantemente com as notas altas dos filhos, muitas vezes através de sobrecarga de explicações, sem tempo para brincar e conviver? O desenvolvimento tecnológico processa-se a par com uma crise global dos alicerces da nossa sociedade: da família, da natalidade, da relação humana, da educação, da espiritualidade e de muitos valores éticos. Cresce o bem estar material enquanto parece diminuir a vida interior e a sabedoria, Vivemos bem mas falta-nos a arte de bem viver. Precisamos realmente de mudar.

A arte de bem viver relaciona-se com os valores que inspiram o sentido da existência, como a liberdade e a paz interiores, a harmonia com Deus, com a Terra Mãe e com os outros. Foi a novidade que Jesus nos veio trazer: “Eu vim para que tenham a vida em plenitude”. A arte de bem viver não está em viver para nós mas em gastar a vida para promover o bem, a justiça e a solidariedade. È um estilo inspirado pelo Espírito Santo cujos frutos são o amor, a alegria, a paz, o serviço. É o caminho do evangelho, esquecido numa cultura que pôs de Deus de lado e agora descobre que sem Deus a pessoa fica humanamente mais pobre, sem alicerce e sem referências éticas.

O drama que estamos a viver convida-nos realmente a reconhecer as nossas fragilidades e incapacidades. “Não somos como deuses”, (a tentação do pecado original), somos apenas criaturas limitadas, sujeitas ao sofrimento e à morte. Precisamos realmente de ser humildes e reaprender a arte de viver. É a proposta de Jesus, o verdadeiro Mestre da vida, Aquele que nos ensina a arte essencial: a arte de ser verdadeiramente homem, a arte de viver e de morrer (cf “Spe Salvi, 6, Bento XVI).

I like very much this iPage Hosting Review because this is based on customer experience. If you need reliable web hosting service check out top list.
Joomla Templates designed by Best Cheap Hosting