slide3.png

Natal

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Terça, 20 Dezembro 2016 Escrito por SDEC

Ana Faria

E o Verbo fez-se carne...

“N’Ele estava a Vida e a Vida é a luz dos homens,
que resplandece nas trevas....”(Jo. 1,4-5a)


 

José e Maria, subiram até à Judeia, à cidade de Belém. Aí, tendo chegado o tempo, Maria deu à luz e recostou o Menino numa manjedoura, envolto em panos... (Lc 2,1-7).

Ao mesmo tempo, um Anjo falou aos pastores que por ali pernoitavam, gente pobre e desprezada, anunciando-lhes uma grande alegria: “Hoje nasceu-vos o Salvador, que é o Messias, Senhor” (Lc.2, 8-11). Acreditando no que ouviam, puseram-se a caminho para ver o Menino, levando com eles o pouco que tinham para partilhar... e assim descobriram a alegria do encontro com Ele.

Também no Oriente, uma Estrela diferente brilhou nos céus... sábios, atentos aos sinais de mudança, procuraram o seu significado, e tendo interpretado de forma positiva, correram o risco de a seguir...

Todo o Natal verdadeiro é isto: itinerância, simplicidade, mudança, desprendimento, criatividade, movimento, abertura ao desconhecido, adaptação às necessidades dos outros....

Todo o Natal verdadeiro é isto: é o despertar das consciências para as necessidades dos outros até aí não percebidas... é a alegria do dar-se sem aparatos... passar, distribuindo aquilo que nos é mais fundo: um sorriso, um carinho, atenção, amor...

Todo o Natal verdadeiro é isto: a grande lição da educação pelo que “mal se vê e mal se sente”... o esforço constante de se desinstalar... O que enche e transforma aquela manjedoura e aquela gruta cheia de luz, é o EU do Menino-Deus que se dá à humanidade.

Dar-se a si mesmo comporta um grande risco... é um grande risco... todos o sentimos e por isso temos a tentação de nos fecharmos em “palácios” e em trabalharmos muito seguros da nossa sabedoria. Descer à simplicidade da vida, fazer dela o nosso padrão, arriscar-se a emaranhar como numa meada de lã a nossa vida na vida de tantos outros.. é fazer Natal todos os dias....

O Menino-Deus de tudo se despojou, de tudo se “esvaziou”, para vir ao nosso encontro... fez-se um de nós para tudo experimentar do que é humano, “excepto no pecado” (Heb 4, 15).A nudez do Menino-Deus envolto em panos, pousado numa manjedoura, despojado de tudo, lembra-nos a nós Catequistas como nos devemos apresentar nas nossas comunidades: envoltos em panos de humildade, em panos de bondade, em panos de amizade, em panos de alegria, em panos de ternura.... só assim conquistaremos a confiança das famílias dos nossos catequizandos, elemento essencial para que as nossas catequeses resultem, e para que se prolonguem durante a semana com o indispensável apoio da família, prolongando também todo o trabalho realizado na Catequese Paroquial. (cf.DGC 226, 227, 255)

Tal como o Senhor vem ao nosso encontro, Ele espera de nós que imitemos os pastores e os reis Magos que acorreram a ver o Menino e a partilhar com ele o que de melhor tinham... procurá-lO, admirá-lO, ama-lO e por isso mesmo, levá-lO ao encontro de todos os outros que passam na nossa vida e em especial aos nossos catequizandos.

A luz invade a gruta e os anjos cantam no céu: “Glória a Deus e paz aos homens”... que neste Natal a paz seja muito mais profunda do que a não-guerra... que seja uma Paz activa, uma Paz paciente, uma Paz amorosa e cheia de alegria: a Paz do Senhor!

Para todos, um Santo Natal e um Ano de 2017 cheio das bençãos do Senhor.

I like very much this iPage Hosting Review because this is based on customer experience. If you need reliable web hosting service check out top list.
Joomla Templates designed by Best Cheap Hosting