slide2.png

Vivência do Tempo Pascal

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Sexta, 21 Abril 2017

VIVER A PÁSCOA COM MARIA

O Tempo Pascal deste ano de 2017 está, em Portugal, profundamente marcado pelo Centenário das Aparições de Nossa Senhora em Fátima e pela visita do Papa Francisco a este santuário. Por esta razão, vamos ter Maria como modelo de discípula que espera a vinda do Espírito para renovar a face da terra e dar novo impulso à ação evangelizadora da Igreja.

Assim, sugerimos uma oração, um título a Maria e um compromisso. O compromisso e a oração são propostas para cada semana, podendo a oração ser também rezada no final da Eucaristia. O título deve ser colocado junto a uma imagem de Maria que esteja na igreja, podendo também oferecer-se a Nossa Senhora uma rosa natural/artificial/desenhada, ou elaborar um painel como mostra o desenho. Fica à criatividade de cada um.

Começamos apenas na segunda semana, pois a primeira já foi referida na campanha da Quaresma e teve presente as vivências próprias deste tempo, particularmente as visitas pascais.

 

Continuar em Documentos "Material de Apoio - Campanhas de Tempos Litúrgicos - 2. Quaresma e Páscoa - Quaresma 2017"

Campanha da Quaresma 2017-02-06

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Quinta, 09 Fevereiro 2017

QUARESMA: TEMPO DE CONVERSÃO E ORAÇÃO

Secretariado Diocesano de Evangelização e Catequese – Coimbra 2017

Downloads:
Documentos - "Campanhas de Tempos Litúrgicos - 2. Quaresma e Páscoa - Quaresma 2017"

 

Oração pelos Catequistas e pela Catequese

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Domingo, 15 Janeiro 2017

Como tem vindo a acontecer em anos anteriores, o SDEC propõe que no dia da Conversão de S. Paulo, 25 de janeiro, ou noutro dia próximo deste, os catequistas se reunam num tempo de oração pelos catequistas e pela catequese. O esquema para esta oração foi enviado a todos os catequistas coordenadores e também se encontra aqui na página do SDEC.

 

TEMPO DE ENCONTRO E DE CONVERSÃO

Oração dos e pelos catequistas e pela catequese

Partindo da sua profunda união com Deus, os pastorinhos tomaram consciência de que os outros são tão importantes que se sacrificaram por eles. Foi assim despertando a sua responsabilidade: não podiam abandonar o pecador na sua culpa ou o que sofre no seu sofrimento. Como dirá mais tarde Lúcia, não podiam ir felizes para o céu sozinhos, não poderiam ser felizes sem os outros. O convite à conversão e à reparação desafia-nos a não nos resignarmos diante da banalização do mal, a vencermos a ditadura da indiferença face ao sofrimento que nos cerca. Neste caminho de purificação pessoal para a solidariedade está presente uma espiritualidade que aprofunda as suas raízes no núcleo do mistério cristão. Esta espiritualidade educa-se e concretiza-se em práticas que alimentam a atitude teologal e a identificação com Cristo: na Eucaristia, em que Cristo se faz sacramentalmente presente, e na oração do Rosário, em que Ele se faz narrativamente presente na meditação dos seus mistérios.

Continuar em Documentos "Material do SDEC - Ano 2016-17"

Formação para Catequistas

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Quinta, 09 Fevereiro 2017

CURSO DE INICIAÇÃO ARGANIL

No dia 19 de março as Fontes da Catequese; no dia 2 de Abril o Método em Catequese; no dia 23 de abril a Catequese e o Catequista e, no dia 21 de maio a Envolvência e os Destinatários da catequese.

AUDIÊNCIA DO PAPA DO DIA 21 DE DEZEMBRO

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Sábado, 24 Dezembro 2016

NATAL DE ESPERANÇA

Audiência do Papa Francisco de 21 de dezembro de 2016

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

Há pouco começamos um caminho de catequese sobre o tema da esperança, mais oportuno do que nunca no tempo de Advento. Quem nos orientou até agora foi o profeta Isaías. Hoje, a poucos dias do Natal, gostaria de meditar de modo mais específico sobre o momento em que, por assim dizer, a esperança entrou no mundo, com a encarnação do Filho de Deus. O próprio Isaías tinha prenunciado o nascimento do Messias nalguns trechos: «Eis que uma Virgem conceberá e dará à luz um filho, ao qual será dado o nome de Emanuel» (7, 14); e também: «Um rebento sairá do tronco de Jessé, um rebento brotará das suas raízes» (11, 1). Nestas passagens transparece o sentido do Natal: Deus cumpre a promessa, fazendo-se homem; não abandona o Seu povo, aproxima-se a ponto de se despojar da sua divindade. De tal modo Deus demonstra a sua fidelidade e inaugura um Reino novo, que confere uma nova esperança à humanidade. E qual é esta esperança? A vida eterna.

Continuar em Documentos "Papa 1. Catequeses - Outras Catequeses do Papa"

I like very much this iPage Hosting Review because this is based on customer experience. If you need reliable web hosting service check out top list.
Joomla Templates designed by Best Cheap Hosting