slide4.png

Dia Mundial da Paz 2018

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Quinta, 28 Dezembro 2017

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO
PARA A CELEBRAÇÃO DO 51º DIA MUNDIAL DA PAZ
1° DE JANEIRO DE 2018
Migrantes e refugiados: homens e mulheres em busca de paz

1. Votos de paz
Paz a todas as pessoas e a todas as nações da terra! A paz, que os anjos anunciam aos pastores na noite de Natal, é uma aspiração profunda de todas as pessoas e de todos os povos, sobretudo de quantos padecem mais duramente pela sua falta. Dentre destes, que trago presente nos meus pensamentos e na minha oração, quero recordar de novo os mais de 250 milhões de migrantes no mundo, dos quais 22 milhões e meio são refugiados. Estes últimos, como afirmou o meu amado predecessor Bento XVI, «são homens e mulheres, crianças, jovens e idosos que procuram um lugar onde viver em paz». E, para o encontrar, muitos deles estão prontos a arriscar a vida numa viagem que se revela, em grande parte dos casos, longa e perigosa, a sujeitar-se a fadigas e sofrimentos, a enfrentar arames farpados e muros erguidos para os manter longe da meta.

Continuar em Documentos "Papa - 3. Mensagens"

Mensagem de Natal do Bispo de Coimbra

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Quarta, 20 Dezembro 2017

Ver mensagem no Facebook da Diocese de Coimbra

Quarta Catequese do Papa sobre a Eucaristia

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Sábado, 16 Dezembro 2017

QUARTA CATEQUESE DO PAPA SOBRE A EUCARISTIA
QUARTA CATEQUESE
13 DEZEMBRO 2017

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!

Retomando o caminho de catequeses sobre Missa, hoje perguntamos: por que ir à Missa aos domingos?

A celebração dominical da Eucaristia está no centro da vida da Igreja (cfr Catecismo da Igreja Católica, n. 2177). Nós cristãos vamos à Missa aos domingos para encontrar o Senhor Ressuscitado, ou melhor, para nos deixarmos encontrar por Ele, ouvir a Sua Palavra, alimentar-nos à Sua mesa, e assim nos tornarmos Igreja, ou seja, seu Corpo Místico vivente no mundo.

Compreenderam isso, desde o primeiro momento, os discípulos de Jesus, que celebraram o encontro eucarístico com o Senhor no dia da semana que os judeus chamavam “o primeiro da semana” e os romanos “dia do sol”, porque naquele dia Jesus Ressuscitou dos mortos e apareceu aos discípulos, falando com eles, comendo com eles, dando-lhes o Espírito Santo (cfrMt28,1;Mc16,9.14;Lc24,1.13;Gv20,1.19), como ouvimos na Leitura bíblica. Também a grande efusão do Espírito em Pentecostes acontece no domingo, o quinquagésimo dia após a ressurreição de Jesus. Por essas razões, o domingo é um dia santo para nós, santificado pela Celebração Eucarística, presença viva do Senhor entre nós e para nós. É a Missa, portanto, que faz cristão o domingo! O domingo cristão gira em torno da Missa. Que domingo é, para um cristão, aquele em que falta o encontro com o Senhor?

Continuar em Documentos "Papa - 1. Catequeses - Eucaristia"

Importância dos ritos

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Sábado, 16 Dezembro 2017

Importância educativa dos ritos

A época do Advento e do Natal é fértil em ritos que podem proporcionar uma preciosa ajuda na transmissão de valores e

em criar disposição para a fé. As pessoas, particularmente as crianças, participam com gosto e ternura nestes ritos que lhes tocam o coração, como: beijar o Menino; construir o presépio; partilhar prendas; dar atenção aos mais frágeis.

São ritos que traduzem sentimentos interiores, convidam a atitudes humanas, falam do mistério da presença transcendente de Deus.

As pessoas precisam de ritos para assinalar momentos marcantes da existência ou acontecimentos decisivos. Não vivemos só das ideias, dos instintos e dos valores materiais. Precisamos também do afeto e dos símbolos. As ideias esquecem com frequência; as imagens podem concretizar melhor a mensagem. Mas é o que fazemos e experimentamos que mais eficazmente permanece para a vida. Também a fé se aprende e se transmite através de ritos quando estes exprimem e despertam atitudes.

Continuar: Importância dos ritos

Advento

Imprimir
Categoria: Notícias
Publicado em Sábado, 09 Dezembro 2017

“ ADVENTO - é o tempo que nos é dado para acolher o Senhor que vem ao nosso encontro, para verificar o nosso desejo de Deus, para olhar em frente e prepararmo-nos para a vinda de Cristo, que vem a nós de diversas maneiras, como na festa de Natal que recorda sua vinda histórica, mas também sempre que estivermos dispostos a recebê-lo”.

Ver primeiro domingo
Ver segundo domingo

Nos últimos domingos, a liturgia sublinhou o significado de estar numa atitude vigilante e o que envolve concretamente a preparação do caminho do Senhor.

Neste terceiro domingo de Advento, chamado "Domingo da Alegria", a liturgia convida-nos a compreender o espírito com que tudo isto acontece, isto é, precisamente, a alegria. São Paulo convida-nos a preparar a vinda do Senhor assumindo três atitudes. Vede bem: três atitudes. Primeiramente, alegria constante; segundo, oração perseverante, e, em terceiro lugar, a contínua ação de graças. Alegria constante, oração perseverante e ação de graças contínua.

A primeira atitude, a alegria constante: «Estai sempre felizes» (1 Tessalonicenses 5,16), diz São Paulo. O mesmo que dizer permanecer sempre na alegria, mesmo quando as coisas não estão de acordo com os nossos desejos; Mas é uma alegria profunda, que é a paz: também esta é alegria, está dentro. E a paz é uma alegria "ao nível do solo", mas é uma alegria. Ansiedades, dificuldades e sofrimentos passam pela vida de cada um, todos nós os conhecemos; e muitas vezes a realidade que nos rodeia parece ser inóspita e árida, semelhante ao deserto em que a voz de João Batista ressoou, como lembra o Evangelho de hoje (Jo 1,23). Mas as palavras do Batista revelam que a nossa alegria repousa sobre uma certeza, de que este deserto está habitado: «No meio de vós – diz ele – está aquele que vós não conheceis» (versículo 26). Este é Jesus, o enviado do Pai que vem, como ressalta Isaías, «a levar a boa-nova aos que sofrem, para curar os desesperados, para anunciar a libertação aos exilados e a liberdade aos prisioneiros; para proclamar um ano da graça do Senhor (61,1-2). Estas palavras, que Jesus fará suas no discurso da sinagoga de Nazaré (Lc 4, 16-19), esclarecem que a sua missão no mundo consiste na libertação do pecado pessoal e social e da escravidão que ele produz. Ele veio à terra para devolver aos homens a dignidade e a liberdade dos filhos de Deus, que somente Ele pode comunicar e dar alegria por isso.

Continuar: Advento

I like very much this iPage Hosting Review because this is based on customer experience. If you need reliable web hosting service check out top list.
Joomla Templates designed by Best Cheap Hosting