slide4.png

Jubileu dos Catequistas

Imprimir
Categoria: Actividades
Publicado em Sábado, 01 Outubro 2016

Jubileu dos Catequistas
Roma, 23-25 de Setembro de 2016

Um grupo de representantes dos Secretariados Nacionais de Catequese, depois da Missa, presidida pelo Papa Francisco, na Praça de S. Pedro.

Num espírito de Igreja universal muito vivido espiritualmente, saliento dois momentos que me ‘encheram’ especialmente no Jubileu dos Catequistas: a reflexão catequética na Igreja de San Luigi dei Francesi, proferida pelo Mons. António Ferreira da Costa subordinado ao tema ‘Contemplar a Misericórdia’, a partir da pintura da vocação de São Mateus, de Caravaggio, e a missa na Praça de S. Pedro, presidida pelo Papa Francisco.

Sobre este quadro lindíssimo, saliento os pormenores da luz exterior que entra na cena e ilumina a cara de Mateus e as suas mãos e as de um ajudante que conta dinheiro, a face dos jovens armados, a mão de Jesus e parcialmente a cara de Jesus. O gesto que Jesus faz em direcção a Mateus, questiona-o, chama-o. Pedro, ao lado de Jesus também aponta para Mateus, talvez com algum espanto pela escolha de Jesus. O próprio Mateus aponta para si com espanto e questiona-se se é para ele que Jesus se dirige. A luz que vem de fora da cena, dramatiza a escolha de Jesus. Mateus percebe a sua realidade e confronta-se (contrariamente aos outros personagens que ou ‘fogem’, ou são indiferentes, ou estão tão absorvidos nos seus ‘deuses’ que nem se apercebem da grandeza do apelo de Jesus). Depois de se interrogar, não resiste ao apelo de Jesus, sentindo o apoio renitente de Pedro, e irá segui-los e converter-se. Mateus é assim recriado. Deus quer uma Igreja misericordiosa, onde ninguém se perca.

A janela aberta recebe todos os que para ela se viram, mostrando a Cruz, representada na moldura de madeira. É pela Cruz que Cristo nos leva à Salvação e a Deus.

Vocazione di San Matteo, Caravaggio, Igreja de San Luigi dei Francesi, Roma, 1599-1600

Na homilia do Papa Francisco, este referiu, a partir das leituras que«pede-se-nos para não nos cansarmos de colocar em primeiro lugar o anúncio principal da fé: o Senhor ressuscitou». Disse também que «O Evangelho desse domingo (Lázaro e o homem rico - Lc 16, 20) nos ajuda a compreender o que significa amar. Como servidores da palavra de Jesus, somos chamados a não ostentar aparência, nem procurar glória. Não sejamos profetas da desgraça; não sejamos pessoas que vivem entrincheiradas nos seus ambientes, proferindo juízos amargos sobre a sociedade, sobre a Igreja, sobre tudo e todos, poluindo o mundo de negatividade. Quem anuncia a esperança de Jesus é portador de alegria e vê longe, porque sabe olhar para além do mal e dos problemas. Ao mesmo tempo, vê bem ao perto, porque está atento ao próximo e às suas necessidades».

Depois da missa a passagem do Papa Francisco muito perto de nós deu um alento especial…

Francisco Gil

I like very much this iPage Hosting Review because this is based on customer experience. If you need reliable web hosting service check out top list.
Joomla Templates designed by Best Cheap Hosting